Pseudofoliculite da Barba ou Pili Incarnati

Pseudofoliculite da Barba ou Pili Incarnati

Atlas de Imagens

É uma reação tipo corpo estranho ao pêlo encurvado (ulotríquio) que penetra na pele. Clinicamente, há menos inflamação do que na foliculite estafilocócica. Ocorre mais na área da barba, pescoço e virilha de negros geneticamente predispostos. A pseudofoliculite do púbis é uma condição similar que ocorre após a área pubiana ser raspada. Pelo menos 50 a 83% dos homens negros e 3% dos homens brancos que se barbeiam têm a tendência de desenvolver essas lesões.

Dois mecanismos estão envolvidos na patogênese da pseudofoliculite da barba: (1) penetração transfollicular que ocorre quando um cabelo crespo reentra na pele, e (2) penetração intrafollicular que ocorre quando a ponta afiada de um cabelo cresce e perfura a parede do folículo.

Vários métodos de corte resultam em um cabelo afiado abaixo da superfície cutânea. Estes métodos incluem: puxar e esticar a pele ao raspar, raspar contra a pápula, arrancar os cabelos com uma pinça, remover os pêlos com eletrólise e usar barbeadores com duas ou três lâminas. O barbear mais rente resulta em uma ponta afiada abaixo da superfície da pele, levando a um provável furo da parede folicular, causando pseudofoliculite da barba com penetração transfolicular. Deixar de fazer a barba e permitir o seu crescimento previnem o desenvolvimento da pseudofoliculite da barba.

A lesão primária é uma pápula cor de carne ou eritematosa com um fio de cabelo em seu centro. Se o eixo do cabelo é levemente levantado, a extremidade livre do cabelo sai da pápula.

Pseudofoliculite da barba pode causar desfiguração cosmética. As pápulas podem levar à hiperpigmentação, cicatrizes pós-inflamatórias, infecções secundárias e formação de quelóide.

A cura definitiva somente é possível com a remoção permanente do pêlo através de lasers específicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar